SAÚDE MENTAL

A mais nova série do Prime Video, “Modern Love“, está emocionando milhares de pessoas ao redor do mundo ao mostrar “alegrias e atribulações” do amor e abordar questões importantes relacionadas a saúde mental.

“Modern Love” surgiu como uma coluna semanal do New York Times, que se transformou em um livro e um podcast, até se tornar uma série. A primeira temporada, composta por oito episódios, foi ao ar pela primeira vez, no mundo todo, em 18 de outubro de 2019 e já foi renovada para uma segunda temporada. A série conta com a participação de nomes muito conhecidos de Hollywood, como Tina Fey, Dev Patel, Ed Sheeran, Andrew Scott, entre outros. Mas um dos principais motivos para assistir a “Modern Love” é a interpretação que Anne Hathaway faz de Terri Cheney, uma advogada da vida real que convive com o transtorno bipolar.

Em 2008, Terri escreveu “Take Me as I Am, Whoever I Am” (ou “Me Aceita Como Eu Sou, Quem Quer Que Eu Seja”), um artigo engraçado, triste e emocional sobre sua jornada na descoberta de seu transtorno bipolar. No artigo, Terri conta que sentiu os efeitos misteriosos da doença no ensino médio, quando passou 21 dias sem sair da cama. Ainda assim, suas realizações acadêmicas e profissionais impossibilitaram a detecção de outros sintomas, revelando as complexidades e dificuldades no diagnóstico do distúrbio.

A história de Terri é muito inspiradora, tanto que um episódio inteiro de “Modern Love” (o terceiro dessa primeira temporada) é dedicado ao seu artigo, publicado há mais de 10 anos. Na adaptação para as telas, a preocupação principal dos atores, do roteirista e do diretor do episódio foi descrever a bipolaridade como ela realmente é, se desprendendo dos estereótipos. A forma como a série retrata Terri é especialmente poderosa e abre os olhos dos espectadores que nunca tiveram contato com pessoas que convivem com a bipolaridade, muito menos com informações verdadeiras sobre esse transtorno.

“Modern Love” chegou em um momento de grandes mudanças na indústria cinematográfica hollywoodiana, onde a honestidade e a precisão ao retratar a saúde mental são pontos indispensáveis para qualquer obra que queira abordar o tema. Hoje, mais do que nunca, esse tipo de mídia faz parte da vida cotidiana das pessoas – especialmente das gerações mais jovens –, por isso é muito gratificante ver que, aos poucos, cada vez mais vemos produções que procuram ser responsáveis e aumentar a conscientização sobre as “imperfeições” e retratar as lutas que fazem parte da realidade de milhões de pessoas no mundo inteiro.

A primeira temporada de “Modern Love” completa está disponível no Prime Video, serviço de streaming da Amazon. Confira o trailer abaixo:

29 de novembro de 2019

AMORES MODERNOS E SAÚDE MENTAL

A mais nova série do Prime Video, “Modern Love“, está emocionando milhares de pessoas ao redor do mundo ao mostrar “alegrias e atribulações” do amor e abordar questões importantes relacionadas a saúde mental. “Modern Love” surgiu como uma coluna semanal do New York Times, que se transformou em um livro e um podcast, até […]
11 de outubro de 2019

PEACE ON PURPOSE: PROGRAMA CONTRIBUI POSITIVAMENTE PARA A SAÚDE MENTAL DE TRABALHADORES HUMANITÁRIOS

No podcast Awake at Night, Melissa Fleming, porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), explora o que é preciso para ser um trabalhador humanitário em algumas das situações mais difíceis e perigosas do mundo. As histórias são comoventes, angustiantes e, ao mesmo tempo, completamente fascinantes. Os trabalhadores […]
16 de setembro de 2019

CONFIRA NOSSA SELEÇÃO ESPECIAL DE PODCASTS SOBRE SAÚDE MENTAL

Dos assuntos mais discutidos atualmente, nós podemos “pinçar” dois temas muito populares: saúde mental e podcasts. Esses assuntos podem até parecer não ter uma ligação direta, mas tem sido cada vez mais comum encontrá-los na mesma frase. Ou alguém lança um novo podcast sobre saúde mental, ou um podcast sobre assuntos diversos lança um episódio sobre […]