Notícias

A preocupação com o bem-estar dos colaboradores e a qualidade do ambiente de trabalho garantiram ao Laboratório Sabin de Análises Clínicas, pelo sexto ano consecutivo, um lugar entre as 100 melhores empresas para trabalhar no Brasil. Em 2010, o Sabin ficou em terceiro lugar, atrás apenas da Google e Kimberly-Clark, ambas multinacionais.

Os prêmios refletem o resultado das ações no Sabin, desenvolvidas nos últimos 25 anos, no sentindo de garantir qualidade de trabalho e vida aos quase 1.000 colaboradores.

Ao receber a premiação, 15 de agosto, em São Paulo, Janete Vaz, diretora Administrativa do Sabin, falou que “para estarmos aqui hoje nós multiplicamos as nossas práticas e ensinamos como são feitas. Hoje o mais importante é contribuirmos para aquelas empresas que tem muita vontade de fazer, mas não sabem como fazer. Isso pra gente é muito importante. Contribuir para esse país com pessoas que trabalhem, mas que sejam respeitadas, amadas e cuidadas. Nossa missão é desenvolver, desafiar, reconhecer, repensar e comemorar, como estamos aqui hoje”.
Já Sandra Costa, diretora Técnica do Laboratório, falou sobre a emoção do reconhecimento. “Eu estou muito emocionada, pois esse terceiro lugar é o resultado de um trabalho que nós temos feito durante anos. A nossa liderança é um modelo de respeito e de cuidado. O Sabin é uma empresa que eu acredito e continua sendo a empresa dos sonhos, pois ela inova e sempre tem novos desafios. Os colaboradores são peças chaves nesses processos. Eles acompanham e vibram junto conosco”, comemora.

O prêmio – o Great Place to Work é realizado em parceria com a Revista Época e está em sua 14ª edição. Em 2009, o Sabin ficou em 5º no ranking geral, além de conseguir destaque como a melhor empresa do país para a mulher trabalhar.

19 de agosto de 2010

O Laboratório Sabin está no topo de novo

Pelo sexto ano consecutivo o Laboratório Sabin está entre as 100 melhores empresas para trabalhar no Brasil. Este ano tem um sabor especial, o terceiro lugar.
19 de julho de 2010

Batucadeiros dão início ao Projeto Multiplicadores

Depois da capacitação e formação de 16 jovens batucadeiros, mais 120 crianças e adolescentes poderão participar do grupo.
6 de julho de 2010

Disque 100 recebe 73 denúncias de abuso contra criança por dia

Entre os tipos de violência sexual relatados ao Disque 100, o mais recorrente é o abuso sexual (65,12%), seguido de exploração sexual (33,90%), pornografia (0,62%) e tráfico de crianças e adolescentes (0,35%). Nesses casos, as meninas são predominantemente o alvo. Elas correspondem a 80% das vítimas de exploração e pornografia, 77% das que sofrem com tráfico de crianças e adolescentes e 79% das atingidas pelo abuso sexual.
30 de junho de 2010

Preservativos produzidos em Xapuri, no Acre, vão para a África do Sul

Todas os preservativos destinados à distribuição foram produzidas no Brasil, na primeira fábrica do mundo a utilizar látex nativo, a Natex, localizada no município de Xapuri (AC). A atividade conta com apoio das organizações não governamentais Bridges of Hope - que atua na área de Aids em mais de 70 países - e da WakeUp - especializada em montar redes sociais de jovens em locais de eventos esportivos ao redor do mundo.
30 de junho de 2010

FAO lança no Brasil campanha ‘1billionhungry’

A FAO estima que a produção agrícola global precise aumentar em 70% para alimentar uma população estimada em nove bilhões de pessoas em 2050. Se o mundo continuar no mesmo ritmo de redução da fome, o Objetivo de Desenvolvimento do Milênio de reduzir pela metade o percentual de pessoas com fome até 2015 não será alcançado. Da cerca de um bilhão de pessoas com fome, 642 milhões vivem na Ásia e no Pacífico, 265 milhões na África Subsaariana, 53 milhões na América Latina e Caribe, 42 no Oriente Médio e norte da África e 15 milhões em países desenvolvidos.
30 de junho de 2010

Pesquisa Nacional de Vitimização

Pela primeira vez, o Governo Federal fará uma pesquisa nacional para identificar as condições de vida, os fatores de risco e as percepções de segurança da população brasileira.